Os limites da liberdade de expressão no contexto da negação do holocausto e da apologia ao nazismo

Autores

  • Bruno Marini

DOI:

https://doi.org/10.5281/zenodo.8335564

Palavras-chave:

Negacionismo do Holocausto, Apologia ao nazismo, Limites a liberdade de expressão, Direitos humanos e direitos fundamentais

Resumo

O Holocausto praticado pelo regime nazista no período de 1933-1945 foi realizado em escala industrial, resultando na morte de seis milhões de judeus. Outras milhões de vítimas do nazismo foram: ciganos, deficientes, homossexuais, Testemunhas de Jeová, negros e oponentes políticos. Tal fato está muito bem documento na historiografia mundial. Porém, existe um movimento pseudo-histórico que se autodenomina “revisionista”, que na realidade são negacionistas do Holocausto, afirmando, entre outras coisas, que não ocorreram mortes em câmaras de gás, nem existiram campos de extermínios. O negacionismo do Holocausto abre portas para a apologia ao nazismo. Os defensores de tais concepções alegam que estão protegidos pelo direito fundamental à liberdade de expressão, o qual é tutelado na Constituição Federal Brasileira de 1988 (art. 5º, IX). O presente trabalho visa compreender se é possível impor limites ao suposto direito neste contexto, tendo em vista que o ordenamento jurídico pátrio também veda a discriminação e tutela a dignidade da pessoa humana (art. 1º, III, CF).

Referências

ACADEMIA MÉDICA. Os experimentos médicos nazistas, disponível em: http://academiamedica.com.br/experimentos-medicos-nazistas/.

ALMEIDA, A. M. A República de Weimar e a Ascensão do Nazismo. Editora Braziliense, São Paulo: 1999.

ATKINS, S. E. Holocaust denial as an international movement. Westport, U.S.A: 2009.

BOECHAT, J. Combate ao negacionismo historiográfico confronta o obscurantismo que ameaça a democracia, diz historiador. Casa de Oswaldo Cruz, 2020, Disponível em: http://www.coc.fiocruz.br/index.php/pt/todas-as-noticias/1753-combate-ao-negacionismo-historiografico-visa-confrontar-o-obscurantismo-que-ameaca-a-democracia-diz-historiador.html#.XtlqQTpKhPZ. Acesso em: 8 jan. 2023.

BOHELEBER, W. Recordação, trauma e memória coletiva: a luta pela recordação em psicanálise. Revista Brasileira de Psicanálise, São Paulo: Volume 41, n. 1, 2017, ps. 154-175.

BURON, T. & PASCAL, G. Os Fascismos. Ed. Zahar Editores, Rio de Janeiro: 1980.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Brasília, DF: Presidência da República, [2023]. Disponível em: https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao.htm Acesso em: 01 Mar.2023.

BRASIL. Lei 7.716, de 5 de janeiro de 1989. Dispõe sobre os crimes resultantes de preconceito de raça ou de cor. Disponível em: https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l7716.htm. Acesso em: 28 fev. 2023.

CONFUNDIDA COM LIBERDADE DE EXPRESSÃO, APOLOGIA AO NAZISMO CRESCE NO BRASIL DESDE 2019. Site Agência Senado, Brasília, disponível em: https://www12.senado.leg.br/noticias/infomaterias/2021/08/confundida-com-liberdade-de-expressao-apologia-ao-nazismo-cresce-no-brasil-a-partir-de-2019

CARVALHO, B. L. P. Para entender o negacionismo do Holocausto. Ciência Hoje, Revista - Departamento de História da Universidade de Brasília (UNB), Brasília: disponível: https://cienciahoje.org.br/artigo/para-entender-o-negacionismo-do-holocausto/

DW – DEUTSCHE WELLE BRASIL. História, Alemanha: 23 de Marco de 1933, disponível em:https://www.dw.com/pt-br/1933-aprova%C3%A7%C3%A3o-da-lei-plenipotenci%C3%A1ria/a-480521, 10 set. 2022.

HC 8424/RS, Supremo Tribunal Federal on Line jurisprudências, disponível em: https://jurisprudencia.stf.jus.br/, 05 set. 2022

MACHADO, J. E. M. Liberdade de expressão: dimensões constitucionais da esfera pública no sistema social. Coimbra (Portugal): 2002.

MENDES, G. F. & BRANCO, P. G. G. Curso de direito constitucional. 12ª, São Paulo: Saraiva, 2018.

MOCELLIN, R. O Nazismo. São Paulo: Editora FTD, 1998.

MUSEU MEMORIAL DO HOLOCAUSTO DOS EUA – Campos Nazistas disponível em: http://www.ushmm.org/outreach/ptbr/article.php?ModuleId=10007727, Acesso 02 set. 2022.

MUSEU MEMORIAL DO HOLOCAUSTO DOS EUA – Enciclopédia do Holocausto, disponível em, https://encyclopedia.ushmm.org/content/pt-br/article/dachau#:~:text=Dachau%20foi%20criado%20em%20mar%C3%A7o,de%20concentra%C3%A7%C3%A3o%20para%20prisioneiros%20pol%C3%ADticos%E2%80%9D, Acesso 02 set. 2022.

MUSEU MEMORIAL DO HOLOCAUSTO DOS EUA – O Extermínio dos Deficientes, disponível em: http://www.ushmm.org/outreach/ptbr/article.php?ModuleId=10007683, Acesso 02 set. 2022.

MUSEU MEMORIAL DO HOLOCAUSTO DOS EUA – Perseguição aos Ciganos (1939-1945), disponível em: http://www.ushmm.org/wlc/ptbr/media_nm.php?MediaId=265, 02 set. 2022.

PAIXÃO, C. & FRISSO, G. Usos da memória: as experiências do Holocausto e da Ditadura no Brasil, Lua Nova, n. 97, ps. 191-212 São Paulo: 2016.

PEREIRA, N. M. & GITZ, I. Ensinando sobre o Holocausto na escola. Ed. Penso, Porto Alegre: 2014

PIOVESAN, F. Direitos humanos e justiça internacional: um estudo comparativo dos sistemas regionais, europeu, interamericano e africano. São Paulo: ed. Saraiva, 2012.

REIS, A. C. & SHUCMAN, L. V. A constituição social da memória: lembranças de uma testemunha da II Guerra Mundial, Psicologia em Revista, v. 16, n. 2, ps. 388-408, Belo Horizonte: 2010.

ROSSIGNOLI, L. Vítimas judias e o Holocausto: um trabalho da memória, publicado no 9º Encontro Nacional de História da Mídia, Ouro Preto: 2013.

SHERMER, M & GROBMAN, A. Denying History: Who Says the Holocaust Never Happened and Why Do They Say It?, Berkeley, U.S.A.: University of California Press, 2009.

SILVA, A. B, et. al. A extrema-direita na atualidade, Revista Serviço Social (PUC/SP-NEPEDH), São Paulo: ps. 407-445, disponível em: https://www.scielo.br/j/sssoc/a/nTk6JtjrXGqcpGVcr8Rj4Wx/?lang=pt, Acesso 10 jan. 2023.

SOUSA FILHO, A. A Terra é plana: o obscurantismo cínico dos negacionistas. Inter-Legere, v. 3, n. 29, c23426, São Paulo: 2020. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/interlegere/article/view/23426. Acesso: 28 fev. 2023.

TRATADO DE VERSALHES, IDI (1921), Documentos Digitais Publicados no Diário do Governo Português, disponível em: https://idi.mne.gov.pt/images/pdf/primeira-guerra/TVersailes.pdf, Acesso 02 set 2022.

UM CAMPEÃO DO ANTISSEMITISMO. Site da Academia Brasileira de Letras, Rio de Janeiro: disponível em: https://www.academia.org.br/artigos/um-campeao-de-antissemitismo, Acesso 15 jan. 2023.

VALIN, P. AVELAR, A. & BERVERNAGE, B. Negacionismo: História, Historiografia e Perspectiva de Pesquisa, Revista Brasileira de História, publicada pela Associação Nacional de História, vol.41, nº 87, ps. 13-36 São Paulo: 2019.

Downloads

Publicado

15-09-2023

Como Citar

MARINI, B. Os limites da liberdade de expressão no contexto da negação do holocausto e da apologia ao nazismo. Revista de Direito Magis, Betim, v. 2, n. 1, 2023. DOI: 10.5281/zenodo.8335564. Disponível em: https://periodico.agej.com.br/index.php/revistamagis/article/view/35. Acesso em: 30 maio. 2024.